Friday, May 4, 2007

vias romanas - outros percursos em Sintra

E uma variante junto à costa até S. Miguel de Odrinhas por: Amoreira de Óbidos Atouguia da Baleia (Porto Romano que serviria Eburobrittium?; Peniche era na época uma ilha) Travessia do rio Toxofal, antigo rio Gaia, junto à Villa de Caio Júlio Lauro na Qta. da Moita Longa Miragaia, Lourinhã Marteleira, Miragaia S. Domingos da Fanga da Fé, Encarnação Paço de Ilhas, St. Isidoro (calçada com 100 m e Ponte no lugar do Crato) Ericeira Ponte Romana? da Carvoeira sobre o rio Lizandro S. João das Lampas (segue por Assafora, Cortesia, Areias, Amoreira até S. Miguel de Odrinhas)
Continuando para Lisboa a partir de Óbidos: Columbeira, Roliça (Villa)Bombarral Cadaval (Villa de Borjigas, espólio no Museu Municipal do Cadaval) S. Tomás das Lamas Ramalhal Travessia do rio Alcabrichel Matacães (desce por Ordasqueira e Qta. da Machêa junto às Termas Romanas dos Cucos)Travessia do rio Sizandro
Torres Vedras (seria aqui Chretina?; é possível uma ligação a Loures por Runa e Dois Portos onde poderia desviar para Ierabriga em Alenquer) Azueira Mafra Ponte Romano?-Medieval de Cheleiros sobre a rib. de Cheleiros (1 arco )(um pouco fora desta rota, mas ainda próximo, fica a Ponte Romano?-Medieval de Catribana sobre a rib. de Samarra ou de Bolelas em S. João das Lampas, calçada com 50 m chamada "Caminho do Castelo", acesso a partir do largo da fonte pública)
Odrinhas, S. João das Lampas (espólio no Museu Arqueológico de Odrinhas; calçada para Faião)Faião, Terrugem (depois de Olisipo esta é a maior Civitas da região; calçada; ver mapa)Montelavar (segue por Pero Pinheiro; pedreiras)Carenque, Belas (Barragem Romana que abastecia Lisboa pelo Aqueduto Romano) Falagueira, Amadora (Villa da Qta. da Bolacha a poente da rib. da Falagueira) Lisboa (Olisipo) (chega pela calçada de Carriche)

Variante para Sintra e Cascais por: Terrugem Sintra (seguia por Lourel, Sintra e Galamares; poderia ligar a Belas pela Ponte Romana? de Albarraque, Rio de Mouro) Ponte Romana? da Várzea de Baixo, Colares, Sintra (3 arcos) Colares (calçada entre Colares e Almoçageme passa na Qta. do Corvo) Santo André de Almoçageme, Sintra (Villa romana)Alcabideche, Cascais (Villa Romana do Alto da Cidreira) Areia, Cascais (Villa de Casais Velhos, junto ao Parque de Campismo)
De Cascais ligaria a Lisboa por:São Domingos de Rana, Cascais (Villas Romanas da Freiria, de Mirouços e do Outeiro de Polima)
viasromanas saiba mais
Curiosamente estas vias trazem-me também o percurso seguido pela minha familia paterna:
Minha Bisavó Cristina nasceu na Foz do Arelho, tendo casado com José, da zona de Òbidos, com familiares em Peniche, onde ela aprendeu a fazer as maravilhosas rendas de bilros com a sua madrinha;
minha avó Maria nasceu no Bombarral
meu Pai nasceu nas Caldas da Rainha, freguesia Nossa Senhora do Pópulo
eu nasci em Lisboa, onde morei durante muito tempo, vindo residir para Sintra há mais de vinte anos...
São os Mistérios das Estradas de Sintra!

4 comments:

Margri said...

Sintra é sempre um encanto, mesmo para quem a conhece só de visita.
E tu és uma guia turística excelente.

Beijinhos e bfs.

greentea said...

obrigada margri

mas Sintra merece ser mais divulgadae m,ais conhecida!!

já estás melhor dagripe ?


beijinhos

sorrisos da minha alma said...

Familias aqui por perto:-))
Mas de facto Sintra é muito bonita.
Feliz dia da mãe.
Beijo grande

maresia_mar said...

Olá minha kida,
eu gosto imenso de Sintra, passei lá metade da minha lua de mel e por isso fiquei sempre com doces lembranças de lá.
Um fds carregado de sorrisos. Bjhs