Monday, March 3, 2008

Semana da Mulher 3 - Marie Curie



Marie Curie nasceu em Varsóvia, capital da Polônia, com o nome de Maria Sklodowska. Seu pai era físico e a mãe, que cedo morreria, era diretora de um colégio.
Em 1891, mudou-se para França, onde dois de seus irmãos já se encontravam . Para (sobre)viver, trabalhou como preceptora, só indo inscrever-se na Faculdade de Ciências da Sorbonne, em Paris, no mês de julho de 1896, aos 28 anos, ficando em 1° lugar nos exames. Lá obteve os graus de bacharel em Física e Matemática. Viveu com poucos recursos, chegando, certa vez, a desmaiar de fome durante a aula.
Quatro anos depois, casou-se com o químico Pierre Curie (optaram por realizar apenas a cerimônia civil e dispensaram também as alianças e o vestido de noiva. Em vez disso, preferiram adquirir duas bicicletas para passear).

O trabalho do casal Curie foi sendo gradualmente reconhecido, e já em 1900 eles eram considerados como os mais importantes pesquisadores nessa área. Em 1903, enfim, Maria Curie defendeu a sua tese de doutoramento em física na Sorbonne, e foi aprovada com distinção e louvor. Em dezembro do mesmo ano, o casal Curie recebeu o reconhecimento internacional pelo seu trabalho, ganhando o prêmio Nobel de física, pela descoberta do polônio e do rádio .

O prémio Nobel da Química foi-lhe atribuído em 1911, no mesmo ano em que a Academia de Ciências de Paris a rejeitou para sócia, após uma votação ganha por Edouard Branly, tendo perdido a admissão apenas por um voto.
Foi a primeira pessoa a receber dois Prêmios Nobel em áreas cientificas. Em 1906, sucedeu ao seu marido na cadeira de Física Geral, na Sorbonne, sendo a primeira mulher a lecionar nessa Universidade.
Durante a Primeira Guerra Mundial, Curie propôs o uso da radiografia móvel para o tratamento de soldados feridos. Em 1921 visitou os Estados Unidos, onde foi recebida triunfalmente. O motivo da viagem era arrecadar fundos para a pesquisa. Nos seus últimos anos foi assediada por muitos físicos e produtores de cosméticos, que usavam material radioativo sem precauções.
Foi ainda a fundadora do Instituto do Rádio, em Paris, onde se formaram cientistas de importância reconhecida. Em 1922 tornou-se membro associado livre da Academia de Medicina.

No final da vida, dedicou-se a supervisionar o Instituto do Rádio, organização para estudos e trabalhos com radioatividade, sediado em Paris. Faleceu em 1934 com leucemia, adquirida pela excessiva exposição à radioatividade.


“ Se as conquistas úteis à humanidade vos comovem; se ficais pasmados diante da telegrafia elétrica, da fotografia, da anestesia, e de tantas outras descobertas; se estais orgulhosos e conscientes da parte que cabe ao vosso país na conquista dessas maravilhas, tomai interesse, eu vos conjuro, por esses recintos sagrados que chamamos de laboratórios. Façais o possível para que eles se multipliquem. Eles representam os templos do futuro, da riqueza e do bem-estar social. É por intermédio deles que a humanidade melhora e cresce. É neles que o homem aprende a ler os segredos da natureza e da harmonia universal, enquanto as obras do homem são quase sempre obras de barbárie, de fanatismo e de destruição...”
(Madame Curie, em seu discurso quando da inauguração do Instituto
de Radium, em Paris, julho de 1914, início da 1ª Guerra Mundial).

8 comments:

Espaço do João said...

Graças a ela a radioatividade é medida em Curies.Estou certo?
Bj. João

O das Caldas said...

Curie-Ceveneau (balança).Disposição que permite medir,à temperatura ambiente susceptibilades de corpos diamagnéticos e paramagnéticos.
Curie unidade empregada na medida da actividade das substâncias radioactivas por segundo - ver formula.
Cumprimentos

greentea said...

joao
em miuda li um livro sobre Marie Curie e ficou-se-me gravado. Hoje lembrei-me dela e do pormenor de ter dispensado as alianças e o vestido de noiva para poderem comprar duas bicicletas e irem passear para o campo.
Curiosamente também dispensei o tal do vestido e as benditas alianças para grande espanto dos familiares, mas não gosto de anilhas e a ligação , o elo está dentro de nós, não em sinais exteriores (que por vezes tão agredidos são ...)
beijinhos

greentea said...

o das caldas

a fisica e a quimica não são muito a minha especialidade mas não posso deixar de admirar a Mulher chamada Marie Curie e toda a sua obra e opções de vida!
Está tudo bem pelas Caldas da Rainha???

marian said...

achei divertidissimo esse pormenor de ter dispensado alianças e vestido em favor de duas bicicletas...
(acho que era o tipo de coisa que eu fazia com muito gosto!)
:P

greentea said...

marian

achei engraçadissimo porque eu própria dispensei o dito vestido que acho uma palhaçada e anilhas nos dedos nunca as quizémos : ficou explicito entre nós quando pensámos em ir tratar dos papéis.
Por acaso já tinhamos as bicicletas...

beijinhos

Isabel Santos said...

Olá querida,

Foi aqui que encomendaram?

|““““““““““““““““““““““““||_
|...............*AMOR*...........|||“|““__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)“(@)““““**!(@)(@)***!(@)““

|““““““““““““““““““““““““||_
|............*CARINHO*.........|||“|““_
|________________ _ |||_|___|)
!(@)“(@)““““**!(@)(@)***!(@)““

|““““““““““““““““““““““““||_
|............*ALEGRIA*.........|||“|““__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)“(@)““““**!(@)(@)***!(@)““

|““““““““““““““““““““““““||_
|............*AMIZADE*.........|||“|““_
|________________ _ |||_|___|)
!(@)“(@)““““**!(@)(@)***!(@)““

|““““““““““““““““““““““““||_
|........*FELICIDADE*.......|||“|““__
|________________ _ |||_|___|)
!(@)“(@)““““**!(@)(@)***!(@)

Entrega feita!
Participa na campanha FAZ UM AMIGO FELIZ!!!
Manda esta encomenda p/ todos os teus amigos.
Espero estar incluído nessa lista........
Vou fazer outra entrega ...fuiiiiiiiiiiii

Beijinhos

O das Caldas said...

Sim está tudo bem por cá, excepto o que está mal por que ainda podia estar pior.
Bom domingo são os meus desejos.
Muitos beinhos das Caldas