Monday, March 24, 2008

a aldeia de Leonor

Leonor vive numa pequena aldeia, com os pais e o mano e muitos tios e primos. Por isso é sociável e depressa se habituou às conversas familiares e às brincadeiras ruidosas. Dorme profundamente durante horas a fio e depois abre a boquita para se deliciar com o belo leite da mamã. Já se vestiu a preceito, claro, com toilettes muito in, em tons que vão do rosa ao verde e ao laranja e abarcam todo o arco-íris. Só hoje tive o previlégio de a ver a abrir o olhito meio azul-meio acinzentado, com a indefinição própria de quem apenas tem 10 dias , 51cm e pouco mais de 3Kg. A aldeia de Leonor por vezes cobre-se de neve;
Muitas casas são de granito, algumas desabitadas, outras em reconstrução
Ainda se trabalha nos teares, como antigamente...

Os sinos tocam para saudar a manhã e dizer que o dia terminou, para anunciar a hora da Missa ou tocar a rebate em caso de acidente grave
Lenor tem um mano que já cresceu muito depois desta foto
mais informações sobre a aldeia de Leonor podem ser vistas AQUI



13 comments:

125_azul said...

Que linda a aldeia da Leonor! Tão bom ver os pequeninos a abrirem os olhos, devagarinho, cheios de fé...
Beijinhos, boa semana

Pitanga Doce said...

Ah, mas mesmo antes de ir AQUI, eu sabia que AÍ é Avelãs de Ambom. E passei mesmo à beirinha no ano passado mas o destino era a Guarda e tinha hora marcada. Na volta preferiram ir ao artesanato em Vime que fica ali próximo em Belmonte. Disse a mim que voltava outro dia e seguiria a seta que indicava a entrada de Avelãs. Acabei não indo e neste fim de semana deve te nevado bastante por lá. Irei um dia que estiver sol...

beijos Greentea

LuzHarmonia said...

Que linda aldeia.
Adorei.
Gostava muito de visitar muita coisa, mas como tenho 2 cães e não sou capaz de os deixar sozinhos ou num canil, para ir de férias e como em Portugal existe muito pouca coisa onde aceitem cães...
Fico por casa.
Beijos e obrigada por nos mostrares estes locais lindos.

greentea said...

125

não acho grande graça aos pequenininhos recém nascidos - comem e dormem e mais nada . Só consegui ver a Leonor de olhito aberto uma vez , todo o tempo esteve a dormir tranquilamente . Prefiro o mano de quatro anos que não pára um segundo e tem uma capacidade de resposta incrivel !!

greentea said...

pitanga


olha q pena não teres lá passado e eu não estar lá para te receber e fazer o percurso turistico !!!!

Belmonte é cidade gémea com uma outra brasileira que não me lembro o nome agora , por isso te levaram lá ....

beijinhos

greentea said...

luz

sei o que isso é!!!!!!!!!!!!!!!!!

agora já só tenho um cão que levo para todo o lado qd vamos de férias ou sair mas durante anos deixei muita coisa para trás por causa deles .
Felizmente há j´muita coisa que aceita cães no Turismo rural encontra-se com alguma facilidade e nalguns hotéis.
E se passares para lá de Espanha em qualq lado os ca~es ficam e viajam em todos os transportes desde q paguem o respectivo bilhete e entram nos restaurantes e pastelarias seem problema...

por aqui as mentes são ainda outras !

Pitanga Doce said...

GREENTEA, Belmonte é a terra onde nasceu Pedro Álvares Cabral. Já fui lá ao centro de artesanato de vime várias vezes e comprei um baú todo forradinho para guardar meus bordados e fitas de cetim, aí.

greentea said...

pitanga

Belmonte não é apenas a terra natal de Cabral ; é tb geminada com tres cidades do Brasil, uma outra em França e outra em Israel!!!

http://www.cm-belmonte.pt/Concelho/geminacao.html

Rosario Andrade said...

Que a vida sorria sempre a Leonor!...
( eu quero uma!...)

Beijicos

Maria said...

A aldeia da Leonor é linda. A Leonor será muito feliz aí, com certeza. Oxalá não estraguem essa beleza que é Avelãs de Ambom e outras belezas parecidas que ainda vamos preservando....
Obrigada pela fotos, que estão belíssimas.

Beijos

Isabel Santos said...

Olá GreenTea!
Apesar de não ser longe de onde eu moro, nunca fui a Avelãs de Ambom, mas prometo que assim que puder irei e depois conto quais foram as minhas impressões.
A minha mâe nasceu na Guarda e ainda tenho muita família nessa Cidade. Por isso, sei que quando faz frio na Covilhã é sinal que na Guarda faz ainda mais e que neva com mais freqência.
Que linda deve ser a Leonor!
Tem um bom dia.
Beijinhos

Isabel Santos said...

Olá novamente!
Tenho um miminho para ti no meu blog.
Beijinhos

leonor costa said...

Que linda é a Leonor e a terra dela! Agora passava umas férias numa terra assim!
Beijinhos!


HOJE E AMANHÃ