Monday, March 22, 2010

Mãe d'Água

Jantar à pressa depois de um dia de trabalho, para ir direita a Lisboa - Jardim das Amoreiras, onde é tão dificil estacionar...

mas , é Dia Mundial da Água

e o Aqueduto está aberto para uma visita seguida de um Concerto na
Mãe d'Água.

Bastante gente para um evento desta natureza e tão pouco divulgado. Esperamos um pouco nos jardins e entramos. Lembrei-me de alguém que trabalhava por ali perto, mas agora as instalações estão fechadas e ela mudou de poiso e nunca mais nos encontrámos. Percorremos corredores longos e estreitos, construidos nos tempos de D. João V, que sobreviveram ao terramoto de 1755. Só passa uma pessoa de cada vez, não há espaço para ir lado a lado. O percurso é longo e umas tias que vêm sabe-se lá daonde e para onde, todas aperaltadas, com sapatinho de tacão alto, começam a reclamar. Para mais , lá dentro faz frio e elas trajam vestimentas obsoletas com decotes até...bem esqueçam...

Chegamos a Mãe d'Água.
Um encanto, indescritivel para construções que já não se farão mais.
No centro, no meio da água está o palco , todo decorado com pequenas velas sob o tecto em ogivas. Os cantores desfilam a nosso lado e começam a entoar Canticos Gregorianos que naquele espaço atingem uma sonoridade impar. Um deslumbramento!
Valeu a pena a deslocação e a pressa , apesar de nem todos apreciarem . As tias, exaustas sentam-se e descalçam os sapatos sem pudor; aliás, com total despudor falam e riem e acabam por se ir embora muito antes do fim para nosso alívio, que respeito pelos artistas e por quem estava a assistir ao espectáculo era coisa que elas não tinham.
De louvar, a atitude do Museu da Água ao promover esta iniciativa pouco comum e um espectáculo que embora invulgar nos leva a outros mundos, a outras épocas .

Para saber mais , clique em baixo

http://museudaagua.epal.pt/museudaagua/

7 comments:

Justine said...

É de facto um lugar de encantamentos! Já lá assisti também, há muito tempo, a um concerto memorável!

Pitanga Doce said...

É um programa que eu adoraria ir de certeza. E mais: ainda daria um jeito de por "as tias" pra correr.

Só as Construções dos Aquedutos são algo que se veja.

Bom dia Greentea. Tens correio.

greentea said...

justine

dizes bem . é de facto um lugar de
encantamento...

greentea said...

pitanga

foi uma delicia sobretudo após a saída das queridas "tias"
e nem queiras saber operfume q saia daqueles pés sem sapatos, quais marafonas q costumam andar de chinelo enfiado no dedo...ehehehe

Pitanga Doce said...

Olha fui ver de novo o filme da Meryl que da primeira vez não tinha condições de prestar atenção a nada. É ótimo pra rir e eu precisava.

greentea said...

fizeste bem , pitanga

fui ver no Dia da Mulher e fartei-me de rir, que bem precisava tb

pinguim said...

Como eu gostaria de ter assistido...
Sabes se se pode visitar a Mãe d'Àgua, normalmente?