Friday, January 11, 2008

ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO




Animais de estimação contribuem para o bem-estar
Idosos e crianças são os mais benefícios retiram da companhia dos animais
VIVAPETS.COM

Dr. Hugo Jorge - Psicólogo
Os estudos mais recentes têm demonstrado que existem vários benefícios dos animais de companhia no desenvolvimento psicológico, social e na qualidade de vida das pessoas. Verificaram-se níveis de solidão, depressão e ansiedade mais baixos em pessoas que possuíam animais de companhia.Um dos problemas mais comuns nos dias de hoje é o stress. A interacção com animais de companhia pode, de facto, contribuir para a redução dos níveis de stress, proporcionando um suporte emocional a muitas pessoas. Acrescenta-se, ainda, o papel de facilitadores sociais e de integração de crianças, idosos e pessoas portadoras de deficiência.
Estes são apenas alguns resultados encontrados nas centenas de estudos que já foram realizados por psicólogos, psiquiatras e médicos. Contudo, é importante referir que estes benefícios surgem apenas em pessoas que gostam e estabelecem uma ligação emocional próxima com animais.
CRIANÇAS
Há cada vez mais certeza de que a existência de um animal de companhia na vida das crianças lhes proporciona um desenvolvimento mais harmonioso, quer psicológica, quer socialmente. As crianças que possuem cães ou gatos em casa e que interagem com estes apresentam uma maior descentração pessoal e um comportamento mais pró social. Para além da facilitação e integração social, a interacção com animais de companhia contribui positivamente para a auto-estima e sentido de responsabilidade.Os animais de companhia são verdadeiros promotores da qualidade de vida das crianças, uma vez que facilitam a exploração do mundo e ajudam na construção da sua independência. Muitas crianças encaram os seus animais de companhia como parceiros de brincadeiras, aventuras e como os seus fiéis protectores. Esta visão vai mudando com o tempo, passando os animais de companhia a serem os mais íntimos confidentes e fonte de suporte emocional. Independentemente da idade, a maioria das crianças encara os animais como um amigo especial e como membro da família.
Idosos
A solidão e o isolamento social são outros problemas que têm vindo a crescer na nossa sociedade. Basta pensar na quantidade de idosos que vivem sozinhos nas cidades e aldeias do nosso país. Muitos deles possuem pouco ou nenhum suporte social. Um grande número tem um cão ou um gato. Os animais tornam-se fiéis companheiros, dando maior alegria e um sentido a uma existência que nem sempre é colorida.Alguns estudos indicam que a qualidade de vida do idoso aumenta, assim como a sua longevidade. A inserção de animais de companhia em lares tem proporcionado oportunidades para os idosos conversarem, recordarem outros tempos, assim como para a sua estimulação sensorial. DAQUI

15 comments:

Espaço do João said...

Ainda não cheguei a compreender qual o motivo que levam as pessoas a adoptarem animais para mais tarde os abandonarem.Tenho uma cadele Dálmata que às duas semanas de vida ia ser abatida pelo seu criador em virtude de ser surda e ninguéma a querer comprar. Fiquei com ela, já tem dois anos e, ainda não encontrei animal que mais estimasse e fosse mais obediente do que ela. Percebe-me o que quero gestualmente e, fico pasmado como aprendeu. Vamos os dois para o mato, faço-me como morto e, o bicho consegue arrastar-me pela roupa em direção a casa. Quando me levanto,é tanto a alegria dela que chega a comover.

greentea said...

os cães - e outros animais - são seres excepcionais e podem ajudar imenso nas crianças , nas pessoas com deficiencia e nos idosos:

A minha filha sempre brincou com os ca~es e interagiam uns com os outros , se algo acontecia o mais velho vinha chamar-me e ela nunca se sentiu só, como filha única , nem nunca teve terrores nocturnos como muitas outras crianças. Aprendeu a partilhar , a dar, a conviver e a comunicar de outras formas q não só a linguagem verbal. E também a respeitar outras formas de vida e outros comportamentos.
Hoje só tenho um cão , nado e criado cá em casa , filho e neto de outros que também o foram. Mas é uma companhia impar e vai connosco para todo o lado.
Parabéns pela escolha que fizeste! Tens aí uma amiga para a vida !!

Um beijo

Pandora said...

Concordo, mas ao mesmo tempo tenho de dizer que isso vale para alguns idosos.
Na zona onde vivo, eles são muito despegados e os seus animais vivem acorrentados no quintal, ao frio.E estão muito bem porque tem uma barraca ou mesmo um bidon, para viverem. Os gatos andam soltos praticamente vadios. Geralmente nenhum tem ordem de entrar em casa. No Inverno as temperaturas atingem graus negativos.
Tem um bom fds.
Beijos.

Pandora said...

Em relação ao joão, que sorte ter apostado naquela cadela, e azar do criador, que só pensou no dinheiro que não iria realizar com a venda "daquilo". Parabens JoãoFote recompensado.
Beijos.

greentea said...

pandora

sei , sei como é ...por aqui é igual e ao meu lado tenho um vizinho que nem falar e é novo e tem crianças em casa e dá sovas monstras aos animais mesmo à frente dos filhos...
Por vezes , assisto a cenas chocantes mesmo com animais que dao muito dinheiro e trabalho aos seus donos - falo de vacas e porcos , de cabras de que tiram bom rendimento com o leite, queijos e a carne que comem ou vendem . E mesmo assim os pobres animais são tratados "abaixo de cão", que esses estão quase sempre acorrentados , comem mal e a casota é um bidon ou quando muito vão dormir a algum curral com palha o que já não é mau. Há dias uma pessoa que tem dois gatos (não entram em casa) dizia que nunca tinha feito uma festa aos gatos, punha-lhes o comer , as sobras quando as havia e já chegava e sem mais nem menos o marido dá um pontapé ao gato, tal como faz às cabras... Estavam a falar de ir à igreja e de pecados . Aproveitei para lhe dizer que a atitude dele com os animais é que era um pecado !

Isabel Santos said...

Olá!
Passei para te desejar um bom fim de semana e para atribuir ao teu blog um prémio. Vê qual no meu blog.
Beijinhos

O Profeta said...

Ergui-me ao vento na tua procura
Fundi um abraço com o sol da tua ternura
Modelei o amor com as palavras mais belas
Curso de errante espírito na tua procura

Porque o pensamento é voo de milhafre
Aprisionado em gaiola de palavras
O infinito e o incomensurável
Volto ao encontro das tuas profundas mágoas

Bom domingo


Mágico beijo

amigona avó e a neta princesa said...

Assino por baixo minha amiga...só lamento que ainda MUITA gente não compreenda esta verdade e continue a apostar em comprimidos...beijo e boa semana...

mulher a dias said...

O único animal de estimação que é um imprestável é o caniche da minha patroa, que não o soube educar e não lhe liga pevide e o pobrezinho só está bem é a mijar os arraiolos todos da casa, para a Maria limpar. Boa semana para si, menina.

Kunta said...

Olá!

Adorei o blog!

Ter um cão como companheiro é das melhores experiências que se poder ter na nossa vida. As pessoas que têm essa felicidade tornam-se pessoas diferentes. Melhores pessoas.

Mil lambidelas

Desassossego said...

A minha Nina, a minha gata linda e tola que por vezes mais parece uma cadela, é o que me faz sentir muito bem, depois de um dia de trabalho e saber que à minha espera terei uma torrinhas e uns ron rons muito especiais... Faz mesmo muito bem...
beijo doce

amigona avó e a neta princesa said...

Deixei-te um prémio...beijo...

joana said...

O seu Amor e preocupação pelos animais é de louvar.

Continue a divulgar, a boa sementeira um dia dará bons frutos.

joana

Pitanga said...

Sinto tua falta.

beijos

Spike said...

Olá
Antes de mais parabens pelo blog.
Sou da opinião que vida sem um animal de estimação não faz sentido, é vazia.
Não há nada melhor do que os nossos meninos de 4 patas para encherem as nossas vidas de alegrias.
Eles são o melhor que existe no mundo.
Bjks