Wednesday, November 12, 2008

era o tempo da castanha ....







Existindo desde há cerca de 40 milhões de anos, o Castanheiro tem sido uma planta de extrema utilidade da qual o Homem se alimenta com os seus saborosos frutos, se cura com os seus chás ou realiza conforto e arte com a sua madeira nobre. Em Portugal ocupa uma área de cerca de 20.000ha, dos quais 17.000ha se situam na Terra Fria Transmontana. Pretendendo constituir uma reserva de património genético do castanheiro europeu (Castanea sativa Mill.), o Parque de Cultivares ocupa uma área de 1ha de solo granítico ordenado em três grandes socalcos com exposição Sudoeste.
Nele podem ser observados vários exemplares de castanheiro oriundos de todo o país e realizar uma agradável viagem por regiões em que a afeição pelo castanheiro é um ponto em comum. veja aqui
A família das castanhas é muito rica em nutrientes. Na lista de seus componentes benéficos entram fibras, proteína, cálcio, ferro, potássio, zinco, selénio, vitamina E, ácido fólico, entre outros. A castanha-do-pará, por exemplo, já ficou famosa por seu alto teor de selénio, mineral que actua no equilíbrio da tiróide (evitando oscilações de peso), previne tumores, fortalece o sistema imunológico e protege contra a acção dos radicais livres.
veja "um ano na vida de um castanheiro ": aqui

6 comments:

Pitanga Doce said...

AGORA SIM!!!!HÁ CASTANHAS!!!!!

beijos menina das Avelãs.

Violeta said...

ofereceram-me um cabaz de castanhas e amêndoas lá de Bragança. Tão diliciosas, ams tão deliciosas que me lembraram a infãncia...
bjocas

greentea said...

há castanhas e avelãs e amendoas , pitanga !

e um copor de geropiga para aquecer a alma que faz frio lá fora
quem diz geropiga diz licor de folha de figueira ou de pétalas de rosas ou doutros que que alguém das Avelãs sabe fazer !!

greentea said...

violeta

pois as coisas do nordeste são mais melhores que quaisquer(es) outras ....

Pandora said...

Olá.
Tens um mimo lá no meu canto.
Beijos.

Justine said...

Mais um excelente texto cheio de ensinamentos, e com o esplendor das magníficas fotos, que só me dão vontade de ir já até Trás-os-Montes:))
Abraço forte