Sunday, June 15, 2008

Viva a Bola

O país pára, são 19.45 de um domingo cinzento e nada se ouve, é a melhor hora para ir à rua passear com o cão, porque está tudo metido dentro de casa ou dos cafés a ver a bola...
O país pára também para todos se irem abastecer nas bombas que já não têm combustivel e correm quatro e cinco ou mais e correm também a comprar bidons e vasilhas e enchem o porta bagagens com o cheiroso néctar (alguns vão guardá-lo na banheira , como há uns anos foi noticiado )...
Correm depois para os hipers e supers e minis a comprar tudo o que esteja na bancada, excelente negócio que permitiu limpar as prateleiras e escoar aquilo que nunca ninguém comprava.
Crise ? onde está a crise ? Compraram e estragaram e desperdiçaram sem olhar se precisavam ou não se outros haveria que também precisavam . Deitou-se leite fora . E fruta. E carne e peixe e toneladas de alimentos perecíveis, sem que houvesse necessidade de se chegar a estes extremos.
Na mesma Suiça onde decorrem os futebóis, as bandeiras nos carros não são permitidas nem mesmo as buzinadelas. Os Suiços são um país de destino de muitos emigrantes portugueses, que decerto lá terão de ter outras atitudes , outros comportamentos. Na Noruega , também.
A Noruega era dos mais pobres paises do mundo há um século, antes de descobrir que havia petróleo no seu subsolo. Hoje, é um dos paises mais ricos e desenvolvidos do mundo, onde o salário minimo é superior a 2500 euros , mas soube converter o Fundo de Petróleo em Fundo de Pensões para que nada falte às gerações que agora trabalham mas mais tarde envelhecem e devem continuar a ter um bom nivel de vida; os seus salários não têm grandes desniveis, um professor universitário ou um funcionário duma empresa de pescas ganham cerca de 3000 euros por mês , o que lhes permite uma vida confortável e lhes dá a possibilidade de possuirem 2 ou 3 casas para férias e lazer. O clima e a falta de sol , as noites longas e seis meses de escuridão levam-nos ao isolamento e provocam , sobretudo na camada masculina mais jovem, uma taxa de suicídio elevada.
Mas nós por cá, nem o Sol nem o clima ameno sabemos aproveitar e até importamos da Argentina os simples tremoços que acompanham a Imperial, num fim de tarde quente , no regresso a casa ou enquanto se assiste ao Jogo pela televisão. Viva a Bola !

9 comments:

Justine said...

É revoltante sim, o modo como este país está a ser delapidado, destruído, roubado. Entretanto oferece-se aos que estão cegos ou não querem ver os jogos e outras distracções, para que não pensem no essencial.
Entretanto que nos salve a natureza, com joaninhas a fazerem mais joaninhas :))
Belo post o teu.

greentea said...

JUSTINE

voa voa joaninha que o meu pai foi a Lisboa

cantava eu qd era menina bem menina, não moça
e no tempo em que havia joaninhas que agora quem as vê chama-lhes suas !!
assim vai a bola - parece que não houve golos que não ouvi a algazarra costumeira ...

beijos

jasmimdomeuquintal said...

Adorei o teu post! viva a bola...
Aind abem que ainda encontras joaninhas!
Ah! o post de hoje do jasmim, é para ti, é para mim é para quem precisar...
Bjocas e boa semana!

Ant said...

Isto é um espaço publicitário.
passem por lá pela casota...

Abraço que eu volto já.

Pitanga Doce said...

Pois é. Ontem houve bola e os dois lados perderam. Brasil e Portugal e eu não vi nenhum dos dois. Estava a descansar de uma festa junina na escola da Julinha. Estava um calor fora de época. Hoje já não.

Sabes, Greentea, assim os Governos usam as bolas, para fazerem o povo esquecer as pedras. Aí como cá.

É olhar para as joaninhas que nos fazem melhor.

Vai lá em casa. Sinatra está lá.

beijos

pikenatonta said...

Grande post, sim senhora! Adorei ler! :)

Boa semana para ti! ***

maresia_mar said...

Olá

hoje o meu blog é bébé..
bjhs e boa semana

Rosario Andrade said...

Bom dia, querida Greentea!!!!!!
Excelente critica! da-lhes!...

Obrigada por teres perguntado como estou. ja respondo la no I&I... estou no hospital... mas nada de grave, apenas e little Jazz nao esta a crescer ao ritmo que eles esperavam...

Beijicos grandes!

Isabel Santos said...

Olá greentea!
Estou de acordo contigo, principalmente na revolta que me dá ver destruir alimentos, com tanta gente a passar necessidades.
Nesta fase tão difícil que estamos a passar, só mesmo a bola para nos animar. Mas, em breve o pesadalo volta em grande...
tem um bom dia.
Beijinhos