Sunday, June 24, 2012

Passeio em Sintra

Via-se passeando com ela em Sintra, muito unidos, sob o arvoredo murmuroso, ao frio som da água corrente; ou no seu quarto, ajoelhado a seus pés, enrolando e desenrolando um dedo a umas tranças loiras. Nada de impuro ou de libertino lhe passava no espírito; a agudez do desejo quase desaparecia, sob a doçura do amor, e mesmo  era que se via beijando brancuras da sua nudez, com beijos pequeninos, devotos, reflectidos, estáticos.
A Tragédia da Rua das Flores - Eça de Queirós

6 comments:

© Piedade Araújo Sol said...

Sintra e seus encantos.

um bom domingo.

um beij

greentea said...

tb para ti um belo passeio , Piedade

mfc said...

Sintra... sempre envolta por um romantismo lindo!
E que linda foto...
Beijinhos,

greentea said...

Sintra e seus mistérios...aonde há sempre recantos de maravilha

Lilá(s) said...

Em jovem via Sintra como nos contos de fadas, ainda hoje lhe sinto magia.
Bjs

greentea said...

Sintra é mesmo mágica!