Saturday, December 20, 2008

A festa

Helena entrou naquele Auditório que tão bem conhecia. Emocionava-se sempre , embora estivesse ali hoje por motivos diferentes. Há anos atrás viera pela sua filha, para assistir a muitas festas de Natal que todos os dezembros ocorriam. Agora vinha com outras funções, para assistir à festa dos filhos e dos avós dos outros. Mas não conseguiu evitar que uma lágrima lhe corresse pela face. Mulheres! ...

Na véspera, o dia fora longo. Depois do jantar , fora ainda com Alice às compras para o Cabaz de Natal dos Idosos. Trouxeram 85 garrafas de azeite e outros tantos kilos de bacalhau; na dispensa havia outras coisas para acrescentar, faltava apenas embrulhar tudo para que fosse entregue a cada um a tempo da Ceia. A biblioteca parecia mais uma mercearia, onde as duas se atarefavam na sua missão. Sábado de manhã tudo ficou pronto, elas eram muito despachadas e tinham brio naquilo que faziam. E faziam-no com muito amor.
Lembrou ainda o dia da festa , o lanche-convivio partilhado com os idosos, as canções entoadas, os risos, as danças, as conversas animadas, todos unidos numa única esperança, cheia de ternura.
Nem todos os dias é possível sorrrir assim para todos. Mas que nos saibamos unir e partilhar um abraço, um beijo, uma frase doce, um elogio, um perdão , um olhar... Para que Natal seja todos os dias !

4 comments:

Je Vois la Vie en Vert said...

O voluntariado, às vezes é cansativo, principalmente neste época em que a solicitação é muita mas é tão compensador !
Desejo-te um FELIZ NATAL e UM ANO DE 2009 EXCELENTE com muito amor, paz, saúde, êxitos, surpresas, magia, enfim ... tudo ou quase tudo para chegar à felicidade !

Beijinhos verdinhos de esperança

Violeta said...

Ver e fazer sorrir assim compensa, não compensa?
bjos e feliz natal. As lágriams ás vezes são assim... caem quando menos esperamos.

Pitanga Doce said...

Talvez para o ano eu possa me engajar numa ação de voluntariado assim, quando o rapaz for para a Bahia. Gostaria de trabalhar com crianças, pois tenho mais jeito para isso.
Talvez eu precise resgatar algo que ficou para trás em algum tempo ou lugar ou não teria explicação a minha vida com Julinha. É muito forte!

Feliz de quem pode oferecer um sorriso a alguém.

Bem hajas Greentea!

Seguiu resposta de mail

Amaral said...

Na verdade, o Natal terá de ser todos os dias!
Que todos os dias do novo ano sejam, então, natais de doce sabor, momentos desdobrados de amor colectivo, que nos faça ser aquilo que desejarmos em cada momento da vida...
Natal feliz para ti e para tudo à tua volta!