Monday, November 26, 2007

Noites longas, dias obscuros...


Há dias atrás procurei por tudo o que era sítio a bendita chave da arrecadação , para ir buscar qualquer coisa que precisava. Normalmente, deveria estar no chaveiro atrás da porta principal pois não a trago junta com as outras chaves, mas há imenso tempo que não me servia dela ... Corri os armãrios, vasculhei nas carteiras (ah! as carteiras das mulheres !), procurei nos bolsos dos casacos, na mesinha , na cozinha, na cómoda , na secretária ... Tive de esperar pelo Green e ouvir os respectivos sermões sobre organização e métodos , que tanto me aprazem.


Bem , esqueci o incidente e o assunto ficou arrumado. Na 6ª ao fim do dia , o Green saiu pois tinha uma Assembleia lá na aldeia, em que ele é o Tesoureiro. Não me apeteceu ir e encantei-me com a noitada , fazendo o que muito bem me apetecia, jantando a dezoras, acendendo as velinhas que tanto gosto e os respectivos incensos e lendo , sem pensar nas horas. Sábado levantei-me não muito tarde pois tinha compomissos e era preciso ir buscar a Miss e mais uma data de coisas.

À noite, já bem escuro fui ainda dar uma volta com o cão, como é habitual antes de nos deitarmos. Conheço muito bem o trajecto, ele também, ambos farejamos tudo , o caminho é bem iluminado, embora no final da estrada tudo esteja revolvido por umas obras de canalizações novas. Não havia vivalma, nem cão nem gato por perto nem sequer os coelhos que às vezes atravessam a estrada. Pois não sei como nem porque não , "estampei-me" ao comprido , joelhos e mãos no chão que não sei como consegui levantar-me e chegar a casa. Tal foi o tombo que na manhã seguinte fui ao Centro fazer um penso em condições e tive de levar a vacina do tétano...

Apesar disso , fui ainda dar a voltinha com o cão, quando cheguei . Por causa das obras, há umas redes a barrar o caminho , em certas zonas . Passo ali todos os dias, várias vezes ao dia, bem à luz do Sol , o Green também. Pois ontem, quando olho de relance para a rede não tive a mínima dúvida : a minha chave da arrecadação lá estava , toda enferrujada, com o respectivo porta-chaves de madeira bem ressequido de estar exposto ali há meses, claro!


Entretanto, descobri casualmente que afinal o cão abandonado que supostamente eu alimentava todas as cnoites, sem nunca o ter visto aliás, mas "sentia" o seu rasto sobre as folhas caídas no chão e a comida desaparecia. Há dias ouvi uns guinchos estranhos e fui buscar a lanterna - afinal o meu cão eram apenas uma familia de ratazanas que se deliciavam com o cestinho de comida que eu todos as noites deixava por ali...


Para finalizar , hoje andava a limpar uns vasos das folhas secas e das ervas e atirei algumas pela borda fora , pois do outro lado apenas há mato. No ar , elevou-se um pássaro que desconheço, rodopiou várias vezes em torno do jardim e depois foi-se distanciando vagarosamente até se esconder para além de um pinheiro que existe no fundo da rua...


Que mais me irá acontecer ? !

14 comments:

Espaço do João said...

Não sei que dizer de seu blog.
A sua sensibilidade é tal que me deixa abismado. Eu gosto imenso de animais e, quantas vezes apetece-me levar todos os cães e gatos abandonados para casa? Todos os dias vou dar uma volta com a minha Nina (surda de nascimento)mas que me agradece.Enquanto não saio de casa,ela não me larga e conhece todos os meus gestos. A semana passada estive um dia de cama e, qual foi o meu espanto, a Nina deitou-se no tapete junto à minha cama e só saía para fazer suas necessidades. É tão amiga que muitas das vezes chego a pensar que eles sabem também quando sofremos algo. João

125_azul said...

Andava eu cheia de saudades tuas e tu a alimentares cães-ratazanas! A vida tem coisas...
beijinhos, feliz regressada. Boa semana

sorrisos da minha alma said...

É tão bom ler-te...
Beijo grande

bettips said...

Se ouvires um leve roçar, são asas do teu anjo verde. Alimenta-o, assim, como fazes e se sente aqui. Bjinhos

greentea said...

joão

também a mim me apetece trazer para casa todos os que vejo e não suporto que façam atrocidades a estes seres maravilhosos.
O meu cão também SENTE qd eu não estou bem, qundo estou aflita com um trabalho e fico até altas horas para o acabar ou qd simplesmente tenho de parar e ficar de repouso um dia ou dois - ele não saidali e volta e meia vem cheirar-me e pôr a pata docemente junto de mim,,,
um beijo

greentea said...

125

pois...mas como eu sou Rato do signo chinês acho que isso tem um qualquer significado mitológico/holistico - chama-lhe o q quizeres....

A semana foi tão complicada que nem deu para vir ao blog mas senti a vossa falta . Beijinhos

greentea said...

sorriso

ainda bem ...

e contigo/convosco está tudo bem ?????????????
beijinhos

greentea said...

bettips

eu acho mesmo que sinto mesmo esse anjo verde em pequenos/muitos sinais que me ocorrem no dia a dia
e que outras pessoas nem dão conta

Um beijo para ti

ANJOS DA LUZ!!! said...

OI!!!
VIEMOS AQUÍ LHE FAZER UMA VISITA E FALAR PARA VOCÊ,QUE FICAMOS ENCANTADOS COM SEU ESPAÇO...MUITO LINDO MESMO! PARABÉNS MENINA!!!
E QUANDO TIVER UM TEMPO,VENHA NOS VISITAR TAMBÉM,ESTAREMOS TE ESPERANDO,SERÁ UMA GRANDE HONRÁ PARA NÓS TODOS!!!
QUE SEU CAMINHO SEJA DE PLENA LUZ,MENINA!
ABRAÇOS APERTADOS E BEIJOS!
ANJOS DA LUZ.

Pitanga said...

UAU! Isto é que é história. Fiquei tensa a ver o final. Ratazanas que latem, aves do paraíso, as chaves que são abduzidas.
Ó Greentea, ainda fazes daqueles licores gostosos?? hehe

beijos e bem vinda, que já fazias falta.

amigona avó e a neta princesa said...

Minha amiga venho deixar um beijo de saudades...há muito, muito tempo que não me visitas...

Pandora said...

Beeem, Há com cada história ...Adorei a das chaves e a das ratazanas então, mem te digo nada, fartei-me de rir. Mas deixa lá que elas afinal também têm uma barriguinha para alimentar e se calhar tambem estão em crise.
O pior foi mesmo o trambulhão, espero que estejas melhor.
Beijos.

sa.ra said...

Gostei tanto de ler-te de novo, outra vez!

ai amiga, tanta peripécia neste tempo de "noite"...

é mesmo assim, acho... recados, mensagens, avisos, lembretes, advertências, pedidos ...

coisas do tempo da noite, coisas da época do "mergulho no lado mais sombrio, mais oculto" do ciclo da vida e nós.

Beijinho
dia muito feliz!

a sua vizinha said...

Há dias assim! E ratos também comem... Deixe lá... os animais às vezes merecem ainda mais do que certos humanos!Não leve a mal mas cá a Diólinda adora bichos e diz tudo o que sente!

Beijunhos